Abertas inscrições para o Enem 2021; Camilo garante pagamento de quem teve isenção negada

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) inicia, nesta quarta-feira (30), as inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021. Os interessados poderão se inscrever na Página do Participante, até 14 de julho. A taxa de inscrição é de R$ 85 e o pagamento deve ser feito por aqueles que não estão isentos, por meio de Guia de Recolhimento da União (GRU Cobrança). Para aqueles os alunos cearenses oriundos da rede estadual que tiverem isenção negada, o governador do Ceará garantiu nesta terça-feira (29) o pagamento desta.

Provas

As provas do Enem 2021 serão aplicadas nos dias 21 e 28 de novembro, tanto a versão digital quanto a impressa. As duas versões também terão a mesma estrutura de prova: quatro cadernos de questões e a redação.

Os resultados finais das solicitações de isenção foram divulgados pelo Inep, no dia 25 de junho, e estão disponíveis na Página do Participante.

Os interessados em fazer o Enem 2021 deverão realizar a inscrição no exame, isentos ou não. O Inep preparou um passo a passo para ajudar na inscrição. Para isso, basta acessar a Página do Participante.

Cada prova terá 45 questões de múltipla escolha, que, no caso do Enem Digital, serão apresentadas na tela do computador. Já a redação será realizada em formato impresso, nos mesmos moldes de aplicação e correção da versão em papel. Os participantes receberão folhas de rascunho nos dois dias.

No primeiro dia, serão aplicadas as provas de linguagens, códigos e suas tecnologias, e ciências humanas e suas tecnologias, além da redação. A aplicação regular terá cinco horas e 30 minutos de duração.

No segundo dia, as provas serão de ciências da natureza e suas tecnologias, e matemática e suas tecnologias. Nesse caso, a aplicação regular terá cinco horas de duração.

Isenção negada

Camilo Santana (PT), enviou à Assembleia Legislativa, nesta terça-feira (29), proposta de lei que garante o pagamento da taxa de inscrição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) aos alunos da rede estadual que tiveram o pedido de isenção negado pelo governo federal. O anúncio foi feito por meio de live nas redes sociais do governador.

“Estou encaminhando uma lei para a assembleia hoje para votação sob regime de urgência em que o estado do Ceará vai pagar a inscrição de todos os alunos que foram indeferidos pelo governo federal para o próximo Enem. Ou seja, todo aluno de escola pública, seja ele que saiu da escola há um ano atrás, terá direito, o governo do estado vai pagar a sua inscrição no valor de R$ 85 no Enem”, disse o governador.

Segundo Camilo, o Ceará tem, a cada Enem, cerca de 95% a 98% dos alunos tanto da rede estadual como municipal inscritos no exame. “O Ceará é o estado que mais inscreve alunos no Enem no Brasil. E por conta da pandemia do ano passado, muitos alunos se inscreveram, mas não compareceram às provas com medo da pandemia”, explica o chefe do executivo estadual.

Fonte: Portal Badalo

Faixa atual

Título

Artista

Background