Cadastro de Pessoas com Deficiência segue até o dia 3 de março no Ceará

A Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) realiza, por meio da plataforma Saúde Digital, o Cadastro de Pessoas com Deficiência no Estado. A iniciativa possibilitará mapear este grupo da população e, assim, contribuir para a implementação de políticas públicas eficazes, como a assistência descentralizada com foco na regionalização. Até o momento, mais de 2 mil cadastros foram realizados. As inscrições seguem até 3 de março de 2021.

O secretário executivo de Políticas de Saúde da Sesa, Marcos Gadelha, reforça que, com as informações listadas no Cadastro, o Estado terá condições de avaliar as pessoas individualmente. Por isso, a adesão ao programa é fundamental. “Nós vamos qualificar essa informação, conhecer melhor as necessidades dessas pessoas com deficiência. Isso vai definir as pessoas que vão precisar ser atendidas de forma mais urgente”.

Um dos pontos mais importantes do cadastro, Gadelha ressalta, é a descentralização da atenção às pessoas com deficiência. “O cadastro ampliará oportunidades e potencialidades para inclusão de outras políticas públicas, não apenas no âmbito da saúde, mas de forma intersetorial, para que possamos tornar o Ceará mais inclusivo e mais acessível a todas pessoas com deficiência”.

Após finalizar o Cadastro, a Sesa realizará um censo para ter acesso à informações mais detalhadas. Além disso, o Governo do Ceará promoverá capacitações para a elaboração, adaptação e manutenção de órteses e próteses. Os treinamentos acontecerão em oficinas, proporcionando emprego e renda, reabilitação, maior autonomia e garantia de inclusão social à pessoa com deficiência – seja ela física, visual, auditiva ou intelectual, contemplando, ainda, transtornos do espectro autista.

Para realizar o cadastro, acesse a plataforma Saúde Digital.

Fonte: Secretaria da Saúde

Faixa atual

Título

Artista

Background