Contrários à proposta, UFCA e IFCE debatem parcerias privadas

Universidade Federal do Cariri (UFCA) vai debater o programa Future-se nesta quarta-feira (21). Recém-lançado pelo Ministério da Educação (MEC), o programa pretende dar maior autonomia financeira a universidade e institutos federais do país, por meio de parcerias com a iniciativa privada. A preocupação das instituições de ensino é com o impacto do Future-se no orçamento federal das universidades.

O Reitor da UFCA, Ricardo Ness, assinou uma declaração na qual se manifesta pessoalmente contrário ao Future-se. De acordo com o documento, é hora de “retomar os investimentos na Educação e voltar a pensar na ampliação e consolidação das IFES – respeitadas em seu status de instituições públicas, gratuitas e autônomas – como solução mais sábia para levar o Brasil de volta ao caminho do desenvolvimento seguro e sustentável”.

Além do Reitor da UFCA, os Reitores da UFC e do IFCE também assinaram o documento. A declaração não abrange o posicionamento das instituições de ensino, que terão seus posicionamentos oficiais formulados pelos seus respectivos Conselhos Superiores. Até o momento, apenas a UFC rejeitou oficialmente o Future-se.

As três universidades federais no Ceará (UFC, UFCA e Unilab) têm campi em doze cidades cearenses. Além delas, o IFCE, que também atua no Ensino Médio, tem presença em 32 cidades no estado. Somadas, as quatro instituições oferecem ensino superior público, gratuito e de qualidade a cerca de 70 mil estudantes.

Fonte: Sarah Gomes/Agência Miséria

Faixa atual

Título

Artista

Background