Governador do Ceará, Camilo reforça pedido ao Ministério da Saúde para inclusão de professores nas prioridades da vacina contra Covid-19

O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), revelou nesta quarta-feira (28) que reforçou o pedido ao Ministério da Saúde para que professores sejam incluídos na prioridade de vacinação contra a Covid-19. De acordo com o governador, é o segundo ofício enviado à pasta com a mesma solicitação.

“Enviei hoje novo ofício ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e à coordenadora-geral do Programa Nacional de Imunizações, Franciele Fantinato, solicitando a inclusão dos professores, em todos os níveis, no grupo prioritário do Plano Nacional de Imunização (PNI)”, publicou Camilo nas redes sociais.

“Já havia enviado ofício em 30 de dezembro do ano passado com o mesmo pleito. Continuarei nessa luta para que nossos profissionais da educação sejam imunizados o mais rápido possível”, reforça Camilo.

No primeiro ofício, o governador descreveu que “por entender que ainda há tempo hábil para que os planos iniciais do Plano Nacional de Imunização sejam reavaliados”, espera que o Ministério da Saúde (MS) “saiba dar a devida importância à proteção dos professores”.

O decreto mais recente do Governo do Ceará, anunciado no último sábado (24), autoriza o ensino presencial em escolas até o 9º ano, com 40% da capacidade das turmas. As medidas também permitem ampliação de outros setores como igrejas e academias.

Apesar da autorização, Camilo explicou que o “decreto não fala de obrigação, mas permissão” para aulas presenciais ocorrerem para as séries liberadas. Contudo, a decisão cabe aos estabelecimentos e aos municípios, em diálogo com os profissionais, pais e responsáveis pelas crianças.

Fonte: G1 CE
Foto: Fabiane de Paula

Faixa atual

Título

Artista

Background