Governo alerta sobre permanência de grupos risco em isolamento durante a retomada das atividades econômicas

O secretário-chefe da Casa Civil, Élcio Batista, afirmou na manhã desta sexta-feira (29) que os grupos de risco devem permanecer em casa, mesmo durante a retomada das atividades econômicas, prevista para iniciar na próxima segunda-feira (1°). O plano foi anunciado nesta quinta-feira (28) pelo governador do Ceará Camilo Santana, dando início a uma nova etapa das ações estatais decorrentes da pandemia do novo coronavírus (SARS-CoV-2).

“Os grupos de risco devem continuar em casa. A gente tem que ter uma prioridade para cuidar das vidas das pessoas. Justamente, porque ou elas possuem algum tipo de comorbidade, por exemplo, diabetes e hipertensão. Então, essas pessoas precisam ter um cuidado maior e a gente tem que proteger. Quando eu falo a gente, é a família, é a empresa, que contrata essas pessoas”, disse.

O plano de retomada da economia do Ceará começará no dia 1º de junho, quando iniciará um período de transição que durará até o dia 7. Depois, seguirão outras quatro fases, cada uma com 14 dias, com a divisão das atividades liberadas para retomarem por grupos. Já na fase de transição, setores do comércio já poderão funcionar. Escolas estão na última fase, por exemplo.

Batista ainda destacou que o ideal é que as pessoas continuem a se isolar o máximo que puderem. “As empresas que puderem devem continuar a utilizar o home office. Ou seja, o trabalho das pessoas em casa. Todas as empresas que puderem continuar fazendo isso é super importante que continue”, afirmou.

Sobre o funcionamento dos serviços públicos como Detran, Vapt-Vupt, dentre outros, o secretário disse que esses órgãos, neste primeiro momento, não devem abrir para o público. Élcio aconselha o cidadão solicitar os serviços por meio de agendamento.

“Os órgãos públicos como Detran e Vapt-Vupt, por exemplo, que causam grande aglomeração, provavelmente não [funcionarão]. A gente está jogando eles um pouco para segunda fase. E aí sobre isso, é muito importante, nós estamos buscando o máximo possível, no setor público, fazer [serviços] por agendamento”, destacou. “Isso vale também para o setor privado”, completou.

Também na primeira fase serão permitidas a atuação da indústria química, 30% da cadeia da construção civil em obras com até 100 operários; lojas de construção civil; cadeia da saúde (óticas, escritórios, clínicas de dentistas); e cuidados pessoais, como cabeleireiros e barbeiros.

Todo o processo será avaliado e poderá sofrer mudanças, contudo. Segundo Camilo, o plano de retomada é comportamental, baseada em critério de risco sanitário e outro econômico e social. As fases serão especificadas por decretos.

O anúncio foi feito por meio das redes sociais do governador. Antes, no mesmo pronunciamento, o secretário da Saúde do estado, Carlos Roberto Martins Rodrigues Sobrinho, o dr. Cabeto, mostrou gráficos que, segundo ele, demonstram a eficácia do isolamento social na redução do crescimento de casos e óbitos por Covid-19.

Fonte: G1 CE (adaptado)

Foto: Fernando Frazão

Faixa atual

Título

Artista

Background