Governo quer parque Pedro Felício Cavalcanti aberto mesmo sem Expocrato

O Parque Pedro Felício Cavalcanti, onde acontece a Expocrato, deverá ser utilizado em outras ocasiões durante o ano. O local passou por uma reforma inédita no ano passado, custando R$ 35 milhões. Encerrada a 68ª edição da feira, o parque tende a ficar fechado.

Para o titular da Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA) – responsável pela gestão do parque -, Francisco De Assis Diniz, “não é minimamente razoável que com tamanho investimento este centro fique aberto ao público apenas durante dez dias de exposição. Temos um espaço que pode e deve ser melhor aproveitado”.

Recentemente a SDA assinou com a Universidade Regional do Cariri (Urca) uma Termo de Cooperação Técnica (TCT) para que atividades de campo do curso de Educação Física sejam promovidas no parque.

A intenção é estabelecer um calendário de feira de animais, feira da agricultura familiar e instalar um polo gastronômico além de receber shows artísticos como ocorre durante o Festival Expocrato, reunindo artistas locais e nacionais. Ao todo o Parque Pedro Felício Cavalcanti dispõe de uma área de 33.605,40 m²

“Queremos agregar o conceito multiuso e dar dinamicidade ao equipamento. Temos diálogos adiantados para já em outubro termos um festival de moda com permissionários do Centro Fashion e do Outlet, de Fortaleza, para melhor movimentarmos, inclusive, a economia local”, adianta De Assis.

Fonte: Felipe Azevedo/Agência Miséria

Faixa atual

Título

Artista

Background