Mais de 15 mil servidores do Ceará não fizeram prova de vida e terão salários suspensos em novembro; veja como se regularizar

Mais de 15 mil servidores públicos do Estado do Ceará não realizaram o recadastramento e a prova de vida dentro do prazo e terão seus proventos suspensos a partir de novembro deste ano. A informação foi confirmada pela Fundação de Previdência Social do Estado do Ceará (Cearaprev), nesta quarta-feira (13).

Segundo a Cearaprev, a lista das pessoas que não fizeram o procedimento foi enviada à Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag) e aos órgãos dos demais poderes na última sexta-feira (8). Assim, os servidores terão suas remunerações suspensas a partir do mês que vem.

Conforme a Fundação, o aplicativo Cearaprev On-line, pelo qual é possível fazer o recadastramento e prova de vida, continua disponível para download. Nele, é possível se regularizar e, com a atualização dos dados, os proventos serão liberados em até sete dias úteis.

O aplicativo Cearaprev On-line pode ser baixado nas lojas Google Play e Apple Store desde janeiro deste ano de forma gratuita.

“Fornecemos os dados no site da Cearaprev para que todos vejam. 126.147 pessoas realizaram o recadastramento e prova de vida, ou seja, 82,5% dos servidores. O que mostra um grande sucesso da ferramenta. Apenas 11,3 % não realizaram”, informou o presidente da entidade, João Marcos Maia.

A Cearaprev detalhou que realizou atendimentos domiciliares a mais de 300 servidores com comorbidades ou dificuldades de locomoção, além de 800 de forma presencial. A central telefônica da fundação e redes sociais somaram 198 mil atendimentos do procedimento.

Fonte: G1/CE

Faixa atual

Título

Artista

Background