No Dia de Finados, Basílica Santuário planta árvores em memória das vítimas da Covid-19

Ontem (2), Dia de Finados, a Basílica Santuário Nossa Senhora das Dores, em Juazeiro do Norte – CE, reforçou a campanha “É tempo de cuidar da Saudade e da Casa Comum”, plantando mudas de árvores (3 Juás, 1 Flamboyant, 1 Ipê roxo, 2 Timbaúbas, 1 Jambo, 1 Tamarindo) em memória dos entes queridos. Esse gesto simbólico também contemplou as vítimas da Covid-19, especialmente as dos estados do Nordeste, de onde vem a maior parte dos romeiros. O plantio foi feito no jardim da Basílica Santuário pelo bispo diocesano de Crato, Dom Gilberto Pastana, acompanhado do pároco e reitor, Padre Cícero José da Silva, e dos vigários paroquiais, Padre Antônio Romão, Padre Paulo Borges e Padre Cícero Gomes, após a tradicional missa das seis horas da manhã na Capela Nossa Senhora do Perpétuo Socorro.

Essa campanha é promovida pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) para evitar aglomerações nos cemitérios e nas igrejas, e também chamar a atenção para a destruição ambiental ocasionada pelas queimadas. Dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) apontam que o segundo semestre no Ceará costuma ser marcado pelo aumento das queimadas, com picos em novembro, embora setembro e outubro também as tenham favorecido, em razão das altas temperaturas e da baixa umidade relativa do ar, registradas principalmente em Juazeiro do Norte. Dentro da perspectiva ecológica, a CNBB indica, então, o plantio de árvores nativas de cada região e, se possível, árvores alimentícias.

Fonte: Basílica Santuário Mãe das Dores Juazeiro

Faixa atual

Título

Artista

Background