Nutricionista explica como identificar problemas de saúde nas crianças pelas fezes

Você costuma prestar atenção no coco do seu filho(a)? Pois deveria! Ele pode apresentar muitas informações sobre a saúde, como está o funcionamento do sistema digestivo e a sua alimentação. É muito importante verificar diariamente a cor, cheiro, textura, pois cada aspecto desse analisado pode indicar uma situação que vai desde infecções, tumores a falta de consumo de fibras e líquidos.

A Nutricionista Renata Marques diz que “deve se olhar o cocô com mais atenção, olhando a aparência e a consistência. Isso porque o nosso intestino fala muito sobre a nossa saúde, a saúde dos nossos filhos. Porque é lá que acontece a absorção da maioria dos nutrientes, sem falar que no intestino ocorre a produção de alguns hormônios, como a gastrina que estimula a secreção do suco gástrico, a secretina que faz com que o pâncreas a produza suco rico em bicarbonato e o fígado a secretar bile, dentre outros, cada um com sua importância para o bom funcionamento do nosso organismo. Então, existe uma escala que podemos observar isso, a escala de Bristol”.

Essa escala é utilizada pelos profissionais da saúde aqui no Brasil. Ela apresenta sete tipos de formatos e consistências das fezes:

*Tipo 1: pequenas bolinhas duras, separadas como coquinhos (difíceis para sair).

*Tipo 2: formato de linguiça encaroçada, com pequenas bolinhas grudadas.

*Tipo 3: formato de linguiça, com rachadura na superfície.

*Tipo 4: alongada com formato de salsicha ou cobra, lisa e macia.

*Tipo 5: pedaços macios e separados, com bordas bem definidas (fáceis de sair).

*Tipo 6: massa pastosa e fofa, com bordas irregulares.

*Tipo 7: totalmente líquida, sem pedaços sólidos.

A nutricionista ressalta ainda que “as mamães comecem a analisar as fezes do seu filho e se viu alguma alteração procure um profissional capacitado para ajudar com a mudança na alimentação da criança e até mesmo a ingestão de água”.

Fonte: Assessoria Commonike

Faixa atual

Título

Artista

Background