Rádio Educadora do Cariri completa 61 anos

Hoje (15), a Rádio Educadora do Cariri comemorou 61 anos de sua inauguração. O início de um sonho acalentado pela maioria dos caririenses. Foram 61 anos de desafios, lutas, trabalho para manter no ar uma emissora livre, sem nenhuma conotação político-partidária na defesa do seu slogan: a difusão do útil, do bem e da verdade.

Não foi fácil cumprir este trabalho missionário comprometido com as diretrizes de uma igreja em mudança no guarda-chuva do Concilio Vaticano Segundo. Mas aqui estamos, com a equipe pioneira, como o memorialista Huberto Cabral e Evandro Bezerra.

Apesar do advento da televisão e da internet, o rádio não perdeu sua pose e continua sendo um dos veículos de comunicação de maior impacto e repercussão, embora as rádios atuais, com exceções, tenham perdido muito a qualidade em suas programações. Três fatores principais contribuem para que o rádio continue forte: seu caráter imediatista, a facilidade de produção e a transmissão.

Ao contrário da televisão, o rádio tem a magia de permitir que o ouvinte crie as imagens de acordo com o seu estado emocional. O que seria uma limitação, transformou-se numa fábrica de emoções. Um exemplo disso, são as transmissões esportivas, aos narradores conseguirem transportar os ouvintes para dentro do gramado. O rádio é, como diz o poeta o sangre-la, o Paraiso imaginário do ouvinte que, com o seu pensamento, sobrevoa um mundo todo seu, com o auxílio de uma boa música, ou a voz carismática de um locutor, repassando suas ilusões.

Ao completar 61 anos, a Educadora vive um novo tempo. Muito se fala da convergência de mídias, internet, tecnologia mobile, TV digital e outros aparatos da modernidade. Obviamente essas mídias são indispensáveis nos dias de hoje, porém, não podemos esquecer as origens da comunicação de massa, que até hoje exerce importante papel na transmissão da informação.

O rádio é, para muitas pessoas, a única fonte com credibilidade e, diferente do que alguns previam, a comunicação por voz ganha força a cada dia e está longe de desaparecer da nossa rotina. Algumas pessoas acreditavam que a internet daria um golpe de misericórdia no rádio, porém, o efeito foi contrário, pois a possibilidade de se ouvir as estações preferidas via internet abriu um novo mundo para o rádio.

A rádio Educadora do Cariri está inserida nesse contexto como guardiã da cultura regional e, ao mesmo tempo, comprometida, com a onda tecnológica que varre o mundo da comunicação. Estamos no WhatsApp, Instagram, Facebook, Site, Aplicativo, e agora também no YouTube. E com isso, somos compostos por uma equipe de oito gerações, desde a década de 1930 até o início dos anos 2000.

Ao descortinar este novo mundo surgiu uma plateia formada por um público diversificado, que o fez o rádio adequar sua velocidade e rotatividade da programação. Para atender o perfil deste novo ouvinte, foi necessária uma linguagem e abordagem mais dinâmica e, consequentemente, mais atraente.

Hoje, mais do que vender tempo, uma rádio vende e promove relacionamento. Aproxima as pessoas, interage com o ouvinte, presta serviços, e ainda nos dias de hoje, o rádio chega aonde nenhum outro meio chega.

Texto: Antonio Vicelmo

Faixa atual

Título

Artista

Background