Semana Padre Cícero e Romarias em Juazeiro são adiadas devido ao novo coronavírus

Após o governador Camilo Santana decretar estado de emergência em saúde pública no estado, na tarde desta segunda-feira (16), os municípios cearenses estão se mobilizando para tomar medidas de prevenção ao COVID-19.

A Prefeitura de Juazeiro do Norte organizou uma coletiva de imprensa na manhã desta terça-feira (17), para explicar a população quais os procedimentos de organização feitos pela cidade.

Na ocasião, estiveram presentes os prefeitos de Juazeiro do Norte, Crato e Barbalha: Arnon Bezerra, Zé Ailton Brasil e Argemiro Sampaio, respectivamente, além dos secretários de saúde de cada município, a Diocese de Crato, Ministério Público Federal e órgãos de segurança.

Padre Cícero José, pároco da Basílica Menor de Nossa Senhora das Dores, falou sobre as medidas que a Igreja vai tomar a partir das recomendações governamentais. A Semana Padre Cícero, marcada para começar na próxima sexta-feira (20), será adiada, por se tratar de um espaço com aglomeração de pessoas. Outros eventos como procissões, romarias, novenas, via-sacras, encontros de catequese também estão suspensos.

O prefeito de Juazeiro do Norte, Arnon Bezerra, afirmou que além desses, na Semana Santa, com a tradicional subida ao Horto, não será recomendada.

A Diocese de Crato lançou uma nota oficial com recomendações aos padres e fieis. Confira:

Conforme as notícias que nos chegaram pelo Decreto Estadual, acerca das medidas preventivas públicas contra a pandemia do COVID-19 e dada a velocidade do avanço de contaminação desse vírus, além do grave perigo de contaminação, em se tratando de aglomeração de pessoas, necessitamos, a partir de nossa convicção cristã, tomar algumas medidas em acréscimo às nossas orientações anteriores, de 13 de março de 2020, entrando em vigor a partir desta quarta-feira, dia 18 de março de 2020.

I.             Aos padres e aos diáconos:

– Suspender os atos litúrgicos (procissões, romarias, novenas, vias-sacras) e eventos formativos (reuniões da catequese, encontros pastorais) que haja possibilidade de aglomeração de pessoas;

– Oferecer mais horários de missas para evitar, justamente, o agrupamento de fiéis;

– Manter as Igrejas abertas para oração pessoal, silenciosa e exposição do Santíssimo Sacramento;

– Rezar missa na intenção dos doentes, agentes de saúde e demais cuidadores;

– Na oração dos fiéis, rogar ao Senhor pela superação do COVID-19;

– Suspender os mutirões de confissões nas paróquias. Os sacerdotes, no entanto, permaneçam disponíveis para acolher aqueles que buscam o sacramento da reconciliação neste tempo quaresmal;

– Oferecer álcool em gel na entrada da igreja.

II.            Aos fiéis

– Recomendamos acompanhar as missas pelos meios de comunicação da diocese e das paróquias, fazendo da comunhão espiritual um importante instrumento de união eclesial e santificação pessoal;

– Idosos e enfermos ficam desobrigados do compromisso cristão católico de participar das missas dominicais. Fiquem em casa, rezem com os seus familiares e fortaleçam a Igreja doméstica;

– Aos poucos que vierem a participar das missas e outras orações, mantenham uma distância prudente um do outro;

– Evitemos aglomerações, neste momento, é um risco muito grande;

– Manifestemos nossa solidariedade e esperança. Superemos a indiferença. Façamos isso, porém, de modo prudente e em consonância com as orientações sanitárias. Hoje temos muitos recursos tecnológicos ao nosso dispor.

Fonte: O Badalo

Faixa atual

Título

Artista

Background